quarta-feira, 5 de abril de 2017

Lembranças ...

Querido Diário, que não é mais um diário ...

       Estou ensaiando faz um bom tempo pra escrever e desabar por aqui, mas a correria que ando vivendo me impede de fazê-lo. Faz um pouco mais de um mês, que recebi a notícia da morte de uma pessoa que atualmente não fazia mais parte da minha vida, mas que no fim da minha infância na minha adolescência convivemos por muitos anos. Ele se chamava Leonardo, nós o chamávamos de Léo e ele foi namoradinho da minha melhor amiga. Foi um acidente de moto, onde ele não foi culpado mas estava no lugar errado e na hora errada. Deixou 2 filhos adolescentes e uma esposa grávida de 4 meses, muito triste mesmo.
       Por causa disso entrei em contato com pessoas que fazia muitos anos que eu não falava diretamente (curtidas no Facebook não contam!). Eu não tive coragem de ir ao velório, apesar de termos a mesma idade (39 anos) quando eu lembro dele, vejo o menino de 13 anos que eu conheci e não aquele homem careca e gordinho que ele se tornou. 
           A gente passava os finais de semana numa "Sociedade Amigos de Bairro", que tinha em frente a minha casa ( antes era uma escola Municipal também, e hoje virou um Posto de Saúde). Lá fazíamos aula de teatro, era muito divertido e me lembro que uma vez ensaiamos uma Escolinha do Professor Raimundo, o ano era 1990 e esse programa estava fazendo muito sucesso. Nem vou comentar o personagem que sobrou pra mim, a Claudia Jimenez que me perdoe pela minha péssima atuação (risos)  mas como eu era a gordinha da galera sobrou o Beijinho Beijinho e Pau Pau. Tudo bem eu já estava acostumada a ser chamada de gorda baleia (apesar de não ser tão gorda assim, acho que as outras eram muito magras) enfim a gente fazia a maior bagunça e nunca apresentávamos nada. O Léo era o Professor Raimundo, e foi uma das melhores lembranças que eu tenho dele.
         Não vou lamentar a morte dele, isso pode acontecer comigo e com qualquer um a qualquer momento, minha vó dizia uma frase redundante Para Morrer Basta Estar Vivo. 
           Podeira colocar um play list que a gente ouvia naquela época, mas escolhi uma do Information Society que eu gostava de ouvir quando na época eu levava um fora de algum menininho:



Um comentário:

✿ chica disse...

Doces as tuas lembranças daquele menino teu amigo que infelizmente ,tão cedo partiu! É difícil perder! beijos,tudo de bom,chica