sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Pensamentos Vagos . . .

Caro Diário,
Acho que estou no meu inferno astral, porque está bem perto do meu aniver e não deixo de analisar a minha vida e sentir saudades da infância quando um bolo colorido e alguns brinquedos já me deixavam satisfeita.
Não tenho paciência para esperar as coisas acontecerem, quero abraçar o mundo e me sinto inútil, o tempo inteiro dentro de casa, não que eu fique dentro de casa, quero dizer que sempre saí para trabalhar e agora tenho todo o tempo do mundo nas mãos e não sei muito bem o que fazer com ele . . . rs. É irônico quando estou trabalhando quero ter tempo . . . Estou estudando bastante, fazendo minha Pós, estou no meio de mais um livro (O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wild), perdi as contas de quantos livros eu neste ano, foram mais de 4 com certeza . . . 
Definitivamente ver TV deixa a gente burra, por isso procuro assistir os canais de músicas, meu Gato diz que parei no tempo, que sou capaz de procurar o Clip Trip no YouTube, pode ser, sou muito saudosista, mas tento, eu juro que tento não ser. As vezes não tem como, procuro bandas novas e vem uma enxurrada de bandas "Emo", um absurdo como banalizaram o termo. Quando eu ouvi falar em Emo (meados de 2000) consideravam Wezzer, Suny Day, Deachboard Confessional e Get Up Kids bandas de Emotion Core, hoje em dia qualquer um que deixa uma franja nos olhos e coloca um all star no pé, já é considerado emo . . .
Quando eu tinha uns 13 anos, surgiram os Góticos e muitas pessoas que eram Dark nos anos 80 achavam Góticos mera cópia dos Darks, a diferença entre Emo é que as bandas Dark eram boas.
Onde eu quero chegar com esse texto???
Não sei, tudo começou com email para uma amiga . . .
Fim

Um comentário:

Jessica Berdych Laviere disse...

Nesse aspecto sou um pouco parecida contigo,vivo reclamando de não ter tempo para fazer o que gosto,e quando finalmente o tenho não sei como usa-lo.

Por causa desses modismos que não vivo sem meu MP5,pois nõa consigo escutar certas emissoras de rádio,prefiro escutar apenas o que gosto.

Beijos!