quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Vida Profissional . . .

Caro Diário,

Ontem estava pensando a respeito da minha vida . . . principalmente na parte profissional. Não querendo ser pessimista, porque eu me esforço para não ser, mas acabo sempre num mesmo pensamento :"Não se pode ser feliz em tudo". Estou dizendo isso porque nunca tive problemas para conseguir um emprego, trabalho desde os 16 anos, mas quando completei 25 anos, um pensamento não me largava a mente: "Tenho que me casar, estou velha" . Isso me deprimia pq. nessa época nem namorado eu tinha . . . e como era dificil encontrar alguém, que queira levar algo a sério . . . quando eu reencontrei a minha alma gemea (sim eu acredito, e ele existe, mas isso é um assunto para um outro dia) achei que estava tudo completo em minha vida, e que não me faltava mais nada, estava mudando de emprego, finalmente iria entrar na minha área, pedagogia, então descobri que estava grávida!!! Adiei um pouquinho os meus planos, o baby nasceu, e está cada dia mais fofo e lindo. Eu estou feliz porque tenho uma familia do jeito que sempre sonhei, um cara bacana, que me apoia, é companheiro, aguenta minhas neuras, minhas manias, minhas frescuras e chatisses, tenho um filhinho lindo, inteligente e que só me dá alegrias . . . Porém não consigo deixar de pensar que estou com 29 anos, que estou envelhecendo e que fica cada vez mais dificil iniciar uma carreira. Eu já lí muitas entrevistas de pessoas que começaram a sua vida depois dos 30, mas neura a gente não explica, sente !!!!!

Fim

2 comentários:

Carlos disse...

Cris, quando eu entrei na faculdade, eu tinha 18 anos... Mas na minha turma tinha 3 caras com 32 anos... Isso me fez parar para pensar que não há mesmo idade para se começar uma carreira... E a todo o tempo também temos a oportunidade de mudarmos, se assim o quisermos...

A idade está é dentro da cabeça de cada um, e não no papel!!!

Pamela Vaz Porto disse...

Concordo com o segundo pragrafo...
Minha opinião, não se ofenda por favor....
Não tenho vontade nenhuma de ter filhos, assumo que não nasci pra ser mãe, preucupação para a vida toda. Eterno gasto de energia
Se derrepente o casamento acaba, querendo ou não tudo tem um prazo de validade,"torcer para que seja validade indeterminado". O casamento vai mais o filho fica.
Questão profissional, isso é facil. Adquirir conhecimentos sempre é muito bom e se tiver tempo para colocar em prática melhor ainda.